Seguidores

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

E ENTÃO É NATAL




DESEJAN DO A TODOS OS AMIGOS(AS) UM NATAL DE LUZ DE AMOR
DE NOVAS ESPERANÇAS,DE QUE O AMANHÃ VAI SER SEMPRE O MELHOR
SE O SOUBERMOS BUSCAR SEMPRE COM PAZ FÉ E ALEGRIA
BUSCANDO PARA NÓS E PARA OS OUTROS UMA VIDA MELHOR
POSTADO POR MARLENE DE GOES

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

TORTURA E AMAR ( DOIS POEMAS LINDOS)


Tortura

Florbela Espanca

orkut11761
"Tirar dentro do peito a Emoçao, A lúcida Verdade, o Sentimento! - E ser, depois de vir do coração, Um punhado de cinza esparso ao vento! Sonhar um verso de alto pensamento, E puro como um ritmo de oração! - E ser, depois de vir do coração, O pó, o nada, o sonho dum momento... São assim ocos, rudes, os meus versos: Rimas perdidas, vendavais dispersos, Com que eu iludo os outros, com que minto! Quem me dera encontrar verso puro, O verso altivo e forte, estranho e duro, Que dissesse, a chorar, isto que sinto!"




Amar

Florbela Espanca
orkut11758
Eu quero amar, amar perdidamente! Amar só por amar: aqui... além... Mais este e aquele, o outro e a toda gente... Amar! Amar! E não amar ninguém! Recordar? Esquecer? Indiferente!... Prender ou desprender? É mal? É bem? Quem disse que se pode amar alguém Durante a vida inteira é porque mente! Há uma primavera em cada vida: É preciso cantá-la assim florida, Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar. E se um dia hei de ser pó, cinza e nada Que seja a minha noite uma alvorada, Que eu saiba me perder... pra me encontrar...
POSTADO POR MARLENE DE GOES
POEMAS DE FLORBELA ESPANCA






terça-feira, 11 de dezembro de 2012

TENHO TANTO SENTIMENTO



Fernando Pessoa
orkut12490
Tenho tanto sentimento Que é freqüente persuadir-me De que sou sentimental, Mas reconheço, ao medir-me, Que tudo isso é pensamento, Que não senti afinal. Temos, todos que vivemos, Uma vida que é vivida E outra vida que é pensada, E a única vida que temos É essa que é dividida Entre a verdadeira e a errada. Qual porém é a verdadeira E qual errada, ninguém Nos saberá explicar; E vivemos de maneira Que a vida que a gente tem É a que tem que pensar.





Cai chuva do céu cinzento

Fernando Pessoa
orkut12487
Cai chuva do céu cinzento Que não tem razão de ser. Até o meu pensamento Tem chuva nele a escorrer. Tenho uma grande tristeza Acrescentada à que sinto. Quero dizer-ma mas pesa O quanto comigo minto. Porque verdadeiramente Não sei se estou triste ou não. E a chuva cai levemente (Porque Verlaine consente) Dentro do meu coração.
  SITE mensagencomamor.com
postado por marlene de goes








domingo, 9 de dezembro de 2012

POEMA DE LUIZ DE CAMÕES


Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É um cuidar que se ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade
É servir a quem vence o vencedor,
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade;
Se tão contrário a si é o mesmo amor?
Luís de Camõessite o pensador.com.brpostado por marlene de goes






quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

MUDANÇAS DA ESTAÇÃO

Me encantei pelo vento, 
vivo de redemoinhos.
Meus segredos conto as aves 
na mudança das estações.
Vivo sem testemunhas,
como os cantos das paredes,
Como livros na estante, 
quadros de fotografia...

Acordo nas manhãs 
junto com memórias, 
Imagens de um passado
que se juntam a mim
Personagens de espelhos
que ousei inventar,
Amores amanhecidos, 
palavras que jurei esquecer...

Quero tantas coisas
e tenho coisas... 
que quero perder
A vida vai decidir
se a lucidez vai me levar.
Tenho a tarde para sorrir,
quem sabe...me perder.
Preciso apenas de um grito 
que me rasgue.

Queria uma canção para assobiar,
uma paixão que me arrastasse,
Um desafio qualquer,
que fizesse remendos em mim,
Queria teus braços
que me sustentaram quando enfraqueci,
quando o vento me chamou para partir.


Marcos tavares de souza
POSTADO POR MARLENE DE GOES





sábado, 1 de dezembro de 2012

MUDANÇA DAS ESTAÇÕES






Me encantei pelo vento, 
vivo de redemoinhos.
Meus segredos conto as aves 
na mudança das estações.
Vivo sem testemunhas,
como os cantos das paredes,
Como livros na estante, 
quadros de fotografia...

Acordo nas manhãs 
junto com memórias, 
Imagens de um passado
que se juntam a mim
Personagens de espelhos
que ousei inventar,
Amores amanhecidos, 
palavras que jurei esquecer...

Quero tantas coisas
e tenho coisas... 
que quero perder
A vida vai decidir
se a lucidez vai me levar.
Tenho a tarde para sorrir,
quem sabe...me perder.
Preciso apenas de um grito 
que me rasgue.

Queria uma canção para assobiar,
uma paixão que me arrastasse,
Um desafio qualquer,
que fizesse remendos em mim,
Queria teus braços
que me sustentaram quando enfraqueci,
quando o vento me chamou para partir.


Marcos tavares de souza
site suordaspalavras.com
postado por marlene de goes









quinta-feira, 29 de novembro de 2012

MOTIVO


Motivo (Cecília Meireles)

Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem triste:
sou poeta.
Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.
Se desmorono ou edifico,
se permaneço ou me desfaço,
- não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.
Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno e asa ritmada.


E sei que um dia estarei mudo:
- mais nada


POSTADO POR MARLENE DE GOES






segunda-feira, 26 de novembro de 2012

PRESENÇA DE LUZ E TEU CORAÇÃO

                postado por marlene degoes

                   POSTADO POR MARLENE DE GOES






sexta-feira, 23 de novembro de 2012

FALO DE TI ÁS PEDRAS DAS ESTRELAS

Falo de Ti às Pedras das EstradasFalo de ti às pedras das estradas, 
E ao sol que e louro como o teu olhar, 
Falo ao rio, que desdobra a faiscar, 
Vestidos de princesas e de fadas; 

Falo às gaivotas de asas desdobradas, 
Lembrando lenços brancos a acenar, 
E aos mastros que apunhalam o luar 
Na solidão das noites consteladas; 

Digo os anseios, os sonhos, os desejos 
Donde a tua alma, tonta de vitória, 
Levanta ao céu a torre dos meus beijos! 

E os meus gritos de amor, cruzando o espaço, 
Sobre os brocados fúlgidos da glória, 
São astros que me tombam do regaço! 

Florbela Espanca, in "A Mensageira das Violetas"

Tema(s): Amorpostado por marlene de goes





quarta-feira, 21 de novembro de 2012



Entre areia, sol e grama
o que se esquiva se dá,
enquanto a falta que ama
procura alguém que não há.

Está coberto de terra,
forrado de esquecimento.
Onde a vista mais se aferra,
a dália é toda cimento.

A transparência da hora
corrói ângulos obscuros:
cantiga que não implora
nem ri, patinando muros.

Já nem se escuta a poeira
que o gesto espalha no chão.
A vida conta-se inteira,
em letras de conclusão.

Por que é que revoa à toa
o pensamento, na luz?
E por que nunca se escoa
o tempo, chaga sem pus?

O inseto petrificado
na concha ardente do dia
une o tédio do passado
a uma futura energia.

No solo vira semente?
Vai tudo recomeçar?
É falta ou ele que sente
o sonho do verbo amar?

site oriza martins
postado por marlene de goes

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

GOSTO DE SAUDADE



Não sei se saudades tem cor.
Dizem que sim
O que eu sei é que ela tem forma
Tem gosto. Tem cheiro e peso também.
E, acreditem, ela tem asas!
Se não, como nos transportaria
Tantas vezes a lugares
Tão distantes?
E sei ainda que ela se agiganta
Quando mais tentamos
Diminuí-la.
Sei que ela dói de dor
Intensa e sem remédio
Se não fosse ela, não sei se teríamos consciência
Do tamanho da importância
Das pessoas para gente
Porque quando amamos alguém
A saudades já chega por antecipação, sorrateira
Disfarçada de algo que não conseguimos decifrar
É aquela dor fininha
De não sei o que, a angústia boba que nos invade só de imaginar
A separação
E a gente fica meio sem saber
O que fazer
Mas é assim...
É uma dor que gostamos
De sentir, um sabor que
Queremos provar, é algo
Que não sabemos explicar
Mas é quase palpável
É amor disfarçado de muita coisa
São emoções guardadas bem lá no fundo
Saudades... Do que foi
E do que vai ser
Saudades
Que nos acompanha para
Diminuir a solidão
E que nos mostra, sobretudo
Que estamos vivos.
Aprendi ainda que saudades não mata.
É só quase
A gente pensa que vai morrer
Mas sobrevive sempre
Porque ela traz escondidinha nela uma outra coisa
Que chamamos de esperança
Que nos ajuda a caminhar
Porque saudades, como o amor, não é cega
Saudades vê mais além.
site belas mensagens.com
postado por marlene de goes

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

QUEM INVENTOU O AMOR

Quem inventou o amor?
Só pode ser alguém com poder supremo,
alguém capaz de diferenciar os sentimentos,
capaz de mudar o mundo com um simples gesto.
Quem inventou o amor?
Só pode ser alguém especial,
alguém único, capaz de inundar corações com emoção,
com desejos de reparação.
Quem inventou o amor?
Só poderia mesmo ser nosso Deus, nosso Pai.
Capaz de criar um mundo com tantas perfeições,
que só mesmo o homem para danificá-lo com suas más intenções.
O amor é perfeito, a vida é perfeita,
só depende de quais são olhos que a vê,
de quais são os corações que a sente.
Ame!
Pois o amor é gratuito!

Postado por  marlene de goes





quarta-feira, 7 de novembro de 2012

AMOR DE BEIJA -FLOR



Quando fugir da prisão
que envolve o teu coração,
procure um Beija Flor
e confesse o seu amor
e faça pro passarinho,
uma prece de saudade.

Pois quem sabe longe do ninho,
aches a felicidade,
mas se ele nem te ligar,
se continuar a voar,
não perca a esperança.
Continue a procurar,
pois quem sabe o passarinho,
fugiu para não chorar.
Fugiu para ter sossego,
pois ele também pode amar
Continue a procurar,
pois quem sabe o passarinho,
fugiu para não chorar.

Fugiu para ter sossego,
pois ele também pode amar. 
POSTADO POR MARLENE DE GOES
PEDINDO DESCULPAS AOS AMIGOS POR ESTES DIAS
DE AUZENCIA ,AGRADECENDO AS VISITAS COMENTARIOS  E CARINHO 
UM ABRAÇO CHEIA DE SAUDADES BJS

 

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

NOVAS E MELHORES ENERGIAS

                         postado por marlene de goes desejando uma semana toda especial a todos
                           que por aqui passarem um abraço com carinho.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

ASSIM QUE TE QUERO


Pablo Neruda - Assim que te quero

É assim que te quero, amor,
assim, amor, é que eu gosto de ti,
tal como te vestes
e como arranjas
os cabelos e como
a tua boca sorri,
ágil como a água
da fonte sobre as pedras puras,
é assim que te quero, amada,
Ao pão não peço que me ensine,
mas antes que não me falte
em cada dia que passa.
Da luz nada sei, nem donde
vem nem para onde vai,
apenas quero que a luz alumie,
e também não peço à noite explicações,
espero-a e envolve-me,
e assim tu pão e luz
e sombra és.
Chegastes à minha vida
com o que trazias,
feita
de luz e pão e sombra, eu te esperava,
e é assim que preciso de ti,
assim que te amo,
e os que amanhã quiserem ouvir
o que não lhes direi, que o leiam aqui
e retrocedam hoje porque é cedo
para tais argumentos.
Amanhã dar-lhes-emos apenas
uma folha da árvore do nosso amor, uma folha
que há de cair sobre a terra
como se a tivessem produzido os nosso lábios,
como um beijo caído
das nossas alturas invencíveis
para mostrar o fogo e a ternura
de um amor verdadeiro.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

PRECE DO POETA MACHADO DE CARLOS





Prece



Senhor, Vós que sois de extrema Bondade;
Iluminai o nosso extremo caminho,
Não nos deixais, nesta rota... sozinhos...
Mostrai-nos os rumos da verdade.



Senhor Sois a única Claridade!
Iluminai as noites de desalinho;
... precisamos vencer os espinhos,
Mostrai-nos o que é a realidade.



Sabemos do sofrimento rude;
Nele ficou a nossa juventude;
Sem o passado nada tem sentido.



Vós que ensinas o cultivo do amor,
Sem ele não saímos da dor...
Fazei-nos usar a fé e o equilíbrio!...


Machado de Carlos
Ribeirão Preto, 24 /11/ 2003.




PRESENÇA





 
PRESENÇA

eu coração acalente o ódio.
Que jamais, em tempo algum,

Que o canto da maturidade jamais
asfixie a tua criança interior.

Que o teu sorriso seja sempre verdadeiro.

Que as pedras do teu caminho sejam sempre
encaradas  como lições de vida.

Que a música seja tua companheira de momentos
 secretos contigo mesmo.

Que os teus momentos de amor contenham a
magia de tua alma eterna em cada beijo.

Que os teus olhos sejam dois sóis olhando a
luz da vida em cada amanhecer.

Que cada dia seja um novo recomeço,
onde tua alma dance na luz.

Que em cada passo teu fiquem marcas luminosas
 de tua passagem em cada coração.

Que em cada amigo o teu coração faça festa
e celebre o encanto da amizade profunda
que liga as almas afins.

Que em teus momentos de solidão e cansaço
esteja sempre presente em teu coração
a lembrança de que tudo passa e se transforma,
quando a alma é grande e generosa.

Que o teu coração voe contente nas asas da
 espiritualidade consciente, para que tu percebas
a ternura invisível tocando o centro do teu ser eterno.

Que um suave vento te acompanhe,
na terra ou no espaço, e por onde quer que
a força invisível do amor leve o teu viver.

Que o teu coração sinta
a PRESENÇA secreta do inexplicável !

Que os teus pensamentos, os teus amores,
o teu viver, e a tua passagem pela vida sejam
sempre abençoados por aquele amor
que ama sem nome.

Aquele amor que não se explica, só se sente.

Que esse amor seja o teu rumo secreto,
viajando eternamente no centro do teu ser.

Que esse amor transforme
os teus dramas em luz,
a tua tristeza em celebração,
e os teus passos cansados
em alegres passos de dança renovadora.

Que jamais, em tempo algum,
tu esqueças da PRESENÇA
que está em ti e em todos os seres.

Que o teu viver seja pleno
de PAZ e LUZ.

Luis Roberto Costa


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...