Seguidores

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

O TEU RISO


© Pablo Neruda

Tira-me o pão, se quiseres, tira-me o ar, mas não me tires o teu riso.
Não me tires a rosa, a lança que desfolhas, a água que de súbito brota da tua alegria, a repentina onda de prata que em ti nasce.
A minha luta é dura e regresso com os olhos cansados às vezes por verque a terra não muda, mas ao entrar teu risosobe ao céu a procurar-me  abre-me todas as portas da vida.
Meu amor, nos momentos mais escuros solta o teu riso e se de súbito vires que o meu sangue mancha as pedras da rua, ri, porque o teu riso será para as minhas mãos como uma espada fresca.
À beira do mar, no outono, teu riso deve erguer sua cascata de espuma, e na primavera, amor, quero teu riso como a flor que esperava, a flor azul, a rosada minha pátria sonora.
Ri-te da noite, do dia, da lua, ri-te das ruas tortas da ilha, ri-te deste grosseiro<br
 rapaz que te ama, mas quando abro os olhos e os fecho, quando meus passos  vão, quando voltam meus passos, 
nega-me o pão, o ar, a luz, a primavera, mas nunca o teu riso, porque então morreria...


PABLO NERUDA
POSTADO POR MARLENE DE GOES
SITE ORIZA MRTINS.COM


8 comentários:

Maria Alice Cerqueira disse...

Ola Prezada amiga
Venho agradecer a sua carinhosa presença no meu cantinho!
E pedir desculpas pelo meu silencio, não foi proposital, mas por conta de alguns desafios que vida nos traz. Os quais nos fazer parar por um tempinho para poder ver o que até aqui não conseguimos enxergar!
Agradeço pelo carinho e compreensão e pelo dom da amizade, pois sem ela, não conseguimos ser quem somos, pessoas muito felizes!
Tenha um Lindo Fim de semana!
Em breve voltarei !
Abraço amigo!
Maria Alice

Machado de Carlos disse...

Meus olhos precisam de ti. Tu és a água que enxagua meu rosto. Entrego-te esta rosa, quero contemplar teu riso que é o meu ar e o meu pão de cada dia.

vanderlei disse...

Bom dia amiga Marlene, que sua sexta 13 seja repleta de harmonia, paz e muita luz, são meus votos, parabens pelo lindo texto de Neruda e continue a escrever esses textos maravilhosos, bjs no coração.
Vanderlei

ValeriaC disse...

Muito lindo o poema, sensibilidade pura de Neruda, uma sublime escolha Marlene...
Ótimo final de semana querida, Beijos...
Valéria

LUCONI disse...

Dona Marlene, eu perdi a festa, perdi o bolo e o guaraná, será que sobrou um brigadeirinho? ou quem sabe uma bexiga para eu estorar? Perdoa amiga andando pela net, descobri que dia dez você aniversariou, mil perdões, eu não sabia e já estou três dias atrasada, meus parabéns minha linda, olha você faz aniversario e eu ganho presente, este poema de Pablo Neruda é um presentão para a alma de uma mortal, beijos mil beijos
Luconi

Everson Russo disse...

Um belo sábado pra ti minha amiga querida...beijos e beijos.

Lindalva disse...

Um escrito de Neruda que nos toca a alma. Olá minha querida passando para um carinho e te desejar um doce final de semana. Ah! em fevereiro minha Ilha estará completando 2 anos de renascimento e conto com você nas brincadeiras e na festança... breve deixo o convite. Um enorme beijo no coração.

Milena Matos do Amaral disse...

Lindo!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...