Seguidores

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

JUNQUILHOS,POEMA DE FLORBELA ESPANCA


Nessa tarde mimosa de saudade 
Em que eu te vi partir, ó meu amor, 
Levaste-me a minh'alma apaixonada 
Nas folhas perfumadas duma flor. 

E como a alma, dessa florzita, 
Que é minha, por ti palpita amante! 
Oh alma doce, pequenina e branca, 
Conserva o teu perfume estonteante! 

Quando fores velha, emurchecida e triste, 
Recorda ao meu amor, com teu perfume 
A paixão que deixou e qu'inda existe... 

Ai, dize-lhe que se lembre dessa tarde, 
Que venha aquecer-se ao brando lume 
Dos meus olhos que morrem de saudade! 

Florbela Espanca, in "A Mensageira das Violetas"

Tema(s): Amor  Saudade Ler outros poemas de Florbela Espanca 
site ,citador.pt/poemaspostado por marlene de goes

/

6 comentários:

Toninho disse...

Que bela escolha amiga.
Esta sempre me encanta.
Grato pela partilha.
Um carinhoso abraço de paz e luz.
Um beijo no coração.

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom dia minha querida !!!!!
Sempre salientável ao coração o poder de ler tuas escolhas ...
bjssssssssssssssss

Amanda Lemos disse...

Gostei muito do que vi !
Muito difícil encontrar espaços bacanas como este :_)

Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir...

http://bolgdoano.blogspot.com.br/

Agradeço desde já !

Vera Lúcia disse...


Olá Marlene,

Um poema encantador. Bela escolha.
Adorei ler.

Beijo.

LUCONI disse...

Marlene teu doce coração sempre nos dá alimento para a alma, linda escolha, beijos Luconi

Evanir disse...

Boa Noite Amiga Amada.
Agradeço de todo coração seu carinho comigo no decorrer de todo tempo que nos conhecemos.
E falando serio já tem alguns aninhos.
Que em suas orações lembre-se sempre de mim eu ñ esqueço do anjo de luz que vc é em minha vida.
Feliz Domingo amada beijos paz e luz,Evanir.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...