Seguidores

domingo, 29 de setembro de 2013

POEMAS AO VENTO

Poemas ao Vento

Fernando Pessoa
Sopra o vento, sopra o vento, Sopra alto o vento lá fora; Mas também meu pensamento Tem um vento que o devora. Há uma íntima intenção Que tumultua em meu ser E faz do meu coração O que um vento quer varrer; Não sei se há ramos deitados Abaixo no temporal, Se pés do chão levantados Num sopro onde tudo é igual. Dos ramos que ali caíram Sei só que há mágoas e dores Destinadas a não ser Mais que um desfolhar de flores.
postado por marlene de goes

5 comentários:

Sinval Santos da Silveira disse...

Bom dia!
Que poema maravilhoso1
Fiquei extasiado com a sensibilidade expressa nos versos.
Parabéns
Sinval

MANUEL GOMES disse...

Marlene: Apesar de já conhecer alias tenho um livro com esse poema de Fernando Pessoas é lindo.
Beijos
Santa Cruz

Malu Silva disse...

Leve e livre como Pessoa e o próprio vento. Um grande abraço

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Marlene. Lindo poema.
Esse desfolhar das folhas já está no próprio peito inserido uma agonia, triste e inquietante.
Bela escolha, que trouxe com esse vento.
Beijos na alma e excelente outubro, amiga.

@@@FLORZINHA FELIZ SEMPRE@@@ disse...

OLA AMIGA BOM DIA SEMPRE!!!

LINDO BLOG SEU AMEI,PARABÉNS!

TE AGUARDO NO MEU VENHA ME VISITAR JÁ ESTOU TE SEGUINDO AMIGA...BJKS NO ♥

SUCESSO SEMPRE AMIGA!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...