Seguidores

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

O VELHO E A FLOR

oas


Por céus e mares eu andei,
Vi um poeta e vi um rei
Na esperança de saber
O que é o amor.


Ninguém sabia me dizer,
Eu já queria até morrer
Quando um velhinho
Com uma flor assim falou:


O amor é o carinho,
É o espinho que não se vê em cada flor.
É a vida quando
Chega sangrando aberta 
em pétalas de amor.

A maior solidão é a do ser que não ama. A maior solidão é a dor do ser que se ausenta, que se defende, que se fecha, que se recusa a participar da vida humana.


A maior solidão é a do homem encerrado em si mesmo, no absoluto de si mesmo,
o que não dá a quem pede o que ele pode dar de amor, de amizade, de socorro.


O maior solitário é o que tem medo de amar, o que tem medo de ferir e ferir-se,
o ser casto da mulher, do amigo, do povo, do mundo. Esse queima como uma lâmpada triste, cujo reflexo entristece também tudo em torno. Ele é a angústia do mundo que o reflete. Ele é o que se recusa às verdadeiras fontes de emoção, as que são o patrimônio de todos, e, encerrado em seu duro privilégio, semeia pedras do alto de sua fria e desolada torre.

VINICIUS  DE MORAESPostado por marlene de goes



4 comentários:

✿ chica disse...

A poesia de Vinicius arrasa e agrada sempre! Linda! beijos,tudo de bom, acabo de chegar de lá, ainda bem teremos esse lindo dol no fds! chica

Maria disse...

Excelente escolha, lindo poema.
Amiga, deixei no meu cantinho “SELINHOS – Presentes dos AMIGOS” - http://maria-selinhos-presentesdosamigos.blogspot.com/ - um miminho especial é o Selo “Este Blog eu Recomendo” o seu cantinho merece pois é um espaço encantador.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

CEM PALAVRAS disse...

Ler Vinícius é bom demais!
muitos beijos

Malu disse...

Hoje estava passeando por lugares novos e cheguei até o seu.
É muito belo e cheio de palavras que aquecem o coração.
Abraços

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...