Seguidores

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

POEMAS DE AMOR

Fernando Pessoa

Onde você vê um obstáculo,
alguém vê o término da viagem
e o outro vê uma chance de crescer.
Onde você vê um motivo pra se irritar,
Alguém vê a tragédia total
E o outro vê uma prova para sua paciência.
Onde você vê a morte,
Alguém vê o fim
E o outro vê o começo de uma nova etapa...
Onde você vê a fortuna,
Alguém vê a riqueza material
E o outro pode encontrar por trás de tudo, a dor e a miséria total.
Onde você vê a teimosia,
Alguém vê a ignorância,
Um outro compreende as limitações do companheiro,
percebendo que cada qual caminha em seu próprio passo.
E que é inútil querer apressar o passo do outro,
a não ser que ele deseje isso.
Cada qual vê o que quer, pode ou consegue enxergar.
"Porque eu sou do tamanho do que vejo.
E não do tamanho da minha altura."



FERNANDO PESSOA 
POSTADO POR MARLENE DE GOES

6 comentários:

✿ chica disse...

Linda poesia de Pessoas! beijos,boa noite nesse calorão danado!chica

Esplendor da Criação disse...

Olá Marlene!
Tudo depende da maneira como vemos os acontecimentos, Fernando Pessoa nos lembra bem neste poema. Como a Chica comentou realmente está um calorão danado, parece que hoje mais do que ontem!! Bjs.

ValeriaC disse...

Divino poema minha querida, que acerta escolha.
Com toda certeza tudo muda de acordo com o nosso "olhar"... beijinhos...
Valéria

manuel marques disse...

Pessoa, sempre pessoa.

Beijo.

Everson Russo disse...

Sempre haverá na vida um outro olhar,,,de poesia e amor...beijos de bom feriadão pra ti amiga...

SOL da Esteva disse...

Marlene

Comentar Pessoa, é (devia ser) um exercício algo edificante. Porém, torno-me suspeito pela admiração e "seguidismo" ao Autor,"(...)"Porque eu sou do tamanho do que vejo.
E não do tamanho da minha altura."

Sempre bom reler.

Beijos

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.com/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...