Seguidores

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

LAGRIMAS OCULTAS E A MULHER



Lágrimas Ocultas (Florbela Espanca)

Se me ponho a cismar em outras eras
Em que rí e cantei, em que era querida,
Parece-me que foi outras esferas,
Parece-me que foi numa outra vida...
E a minha triste boca dolorida
Que dantes tinha o rir das primaveras,
Esbate as linhas graves e severas
E cai num abandono de esquecida!
E fico, pensativa, olhando o vago...
Toma a brandura plácida dum lago
O meu rosto de monja de marfim...
E as lágrimas que choro, branca e calma,
Ninguém as vê brotar dentro da alma!
Ninguém as vê cair dentro de mim!

A Mulher (Florbela Espanca)

Ó Mulher! Como és fraca e como és forte!
Como sabes ser doce e desgraçada!
Como sabes fingir quando em teu peito
A tua alma se estorce amargurada!
Quantas morrem saudosa duma imagem.
Adorada que amaram doidamente!
Quantas e quantas almas endoidecem 
Enquanto a boca rir alegremente!
Quanta paixão e amor às vezes têm
Sem nunca o confessarem a ninguém
Doce alma de dor e sofrimento!
Paixão que faria a felicidade.
Dum rei; amor de sonho e de saudade,
Que se esvai e que foge num lamento!

Súplica (Florbela Espanca)

Olha pra mim, amor, olha pra mim;
Meus olhos andam doidos por te olhar!
Cega-me com o brilho de teus olhos
Que cega ando eu há muito por te amar.
O meu colo é arrninho imaculado
Duma brancura casta que entontece;
Tua linda cabeça loira e bela
Deita em meu colo, deita e adormece!
Tenho um manto real de negras trevas
Feito de fios brilhantes d`astros belos
Pisa o manto real de negras trevas
Faz alcatifa, oh faz, de meus cabelos!
Os meus braços são brancos como o linho
Quando os cerro de leve, docemente...
Oh! Deixa-me prender-te e enlear-te
Nessa cadeia assim etemamente! ...
Vem para mim,amor...Ai não desprezes
A minha adoração de escrava louca!
Só te peço que deixes exalar
Meu último suspiro na tua boca!...
POSTADOS POR MARLENE DE GOES


6 comentários:

Evanir disse...

Querida Amiga.
Creio que nunca tinha lido esse poema da Florbela..
Um poema que realmente toca fundo o coração.
um feliz final de semana amada amiga.
Bjs no coração.
Evanir

Anne Lieri disse...

Marlene,que lindo esse poema da Florbela!Uma bela homenagem as mulheres!Obrigada pelo seu carinho lá no Mix!Bjs,

manuel marques disse...

Florbela...lindo.

Beijo.

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Marlene. Excelentes escolhas fizestes em relação aos poemas de Florbela Espanca. Todos de muito bom gosto, talentosos demais, pois ela era um talento só, triste, porém visionária.
Obra perfeita a dela.
Parabéns!
Beijo grande, e bom domingo.
Fique com Deus!

Eliete disse...

Marlene, Florbela Espanca era uma mulher muito forte.Seus sentimentos exalavam pelos poros e até hoje já são capazes de mexer muito com nossas emoções. belas escolhas, uma linda semana,bjs

Machado de Carlos disse...

Florbela Espanca, a Rainha dos Poemas Portugueses! Ah, como admiro esta Deusa, este mito que nunca morre.

Beijos!...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...