Seguidores

terça-feira, 4 de outubro de 2011

O AMOR QUANDO SE REVELA

O amor, quando se revela... 
(Fernando Pessoa)
O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar. 
Sabe bem olhar p'ra ela, 
Mas não lhe sabe falar.
Quem quer dizer o que sente 
Não sabe o que há de dizer. 
Fala: parece que mente 
Cala: parece esquecer
Ah, mas se ela adivinhasse, 
Se pudesse ouvir o olhar, 
E se um olhar lhe bastasse 
Pra saber que a estão a amar! 
Mas quem sente muito, cala; 
Quem quer dizer quanto sente 
Fica sem alma nem fala, 
Fica só, inteiramente!
Mas se isto puder contar-lhe 
O que não lhe ouso contar, 
Já não terei que falar-lhe 
Porque lhe estou a falar...

POSTADO POR MARLENE DE GOES



4 comentários:

Malu disse...

Um show de escolha, Marlene.
Eu me encanto sempre com as poesias, muito filosóficas, deste meu querido POETA.
Abraços

✿ chica disse...

Pessoa é sempre maravilhoso,Marlene! beijos,chica

Esplendor da Criação disse...

Olá.
Linda a poesia de Fernando Pessoa, revelando as faces do amor! Bjs,Ieda.

O Universo dos Pensamentos disse...

"O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.
Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer."

Grande Fernando Pessoa, bela postagem.

Bjos

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...