Seguidores

sexta-feira, 4 de maio de 2012

AS SEM-RAZÕES DO AMOR



As Sem-Razões do Amor
Eu te amo porque te amo,
Não precisas ser amante,
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.
Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.
Eu te amo porque não amo
bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.
Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor.
site a magia da pooesia
Postado por marlene de goes
*


4 comentários:

Maria disse...

Minha amiga excelente escolha este poema é maravilhoso, já o conhecia e nunca me canso de o ler.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

manuel marques disse...

Lindo.

Beijinho e bom fim de semana.

sandrinha disse...

A Rumbaaaa!rsrs!só no passinho do mambo hoje amiga!vem bailar vem!a vida nos espera!Amor não precisa se explicação né?ou se sente ou não!amiga!adoro este poema...e enquanto esperamos a homenagem que irei postar para as mamaes vamos bailando!Beijinho!Feliz final de semana!

Élys disse...

Amor é amor. Um belo sentimento.
Beijos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...