Seguidores

quarta-feira, 16 de maio de 2012

PARTES DE MIM


Partes de mim

às vezes deixo que os meus versos
despenquem dos meus olhos
e, no papel, ganhem vida

esta não é uma tarefa fácil,
nem tão pouco é simples:
tenho razões de sobra para sentir saudade

eu era um menino do mato
que caçava passarinho
entre as nascentes e os pedregais

não havia visgo que os pegassem
nem ninhos para que eu os colhessem...
desnudos como me vejo agora
Pedro Cardoso DF
Enviado por Pedro Cardoso DF em 16/05/2012
Código do texto: T367
0682
POSTADO POR MARLENE DE GOES
SITE RECANTO DAS LETRAS .COM.BR

4 comentários:

Mari Rehermann disse...

Que lindo poema de menino, amiga Marlene! Sempre com palavras doces...
Teu cantinho é muito especial, viu? Ta muito aconchegante...

beijinhos de luz pra você, amiga querida!!♥

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Belíssimo poema Marlene, escolhestes bem...um abraço e fique com Deus.

marciagrega disse...

Versos encantadores!
Uma excelente escolha minha querida amiga!
Um beijo

Claudiana (25/11/2010) disse...

Bom dia, tudo bem?
Estou realizando um sorteio no meu blog em parceria com a Círculo e vim convidar você a participar também.
http://encantosempontocruz-barbie.blogspot.com.br/2012/06/premio-extra-no-sorteio-da-sacola.html
Te espero lá, muito obrigada.
Ótima semana pra você, bjs

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...