Seguidores

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

SONETO DA FIDELIDADE




De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento
Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento
E assim quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama
Eu possa lhe dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure
MulherFlor
*
POSTADO POR MARLENE DE GOES







3 comentários:

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Bom dia Marlene querida!
Que lindo este soneto de Vinicius, bela escolha querida amiga, bjs no coração.

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde Marlene.. grato pela sua visita.. não se assuste com meus versos não rsrs como eu abordo todos os assuntos a morte por mais que as pessoas tremam só de falar nela.. é algo que um dia vai ter de ser encarado.. e eu brinco de falar dela para quando este dia chegar eu estar bem tranquilinho.. tem bastante coisa legal no meu blog então fique sempre a vontade.. sobre o soneto que postou fiz um soneto a ele Vinicius. pq é um que muito me inspiro nos dias de hj.. a Severa é uma querida amiga.. estou aos poucos fazendo as pessoas.. que bom que tu gostou.. depois sigo teu blog to fora dele agora.. sobre a morte te sugiro que procure por programa vida inteligente- morte
este programa tirou muitas duvidas minhas.. aprecio muito se desejar só procurar no youtube ok.. bjs e um lindo dia

✿ chica disse...

Lindo e sempre faz muito bem reler! beijos,tudo de bom, linda semana!chica

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...