Seguidores

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

A ROSA E OS ESPINHOS





 Alda Corrêa Mendes Moreira



Era tão linda a rosa amarela que achei!
A sua cor jamais me demonstrou tristeza,
e ninguém percebeu as dores que amarguei
quando eu a vi murchar com tanta singeleza.


Nem ninguém saberá o pranto que abafei
ao ver que aquele viço era a grande certeza
da prova de um amor que nunca revelei,
sem esperar da vida a volta da beleza.


E agora que estou só, fitando a simples haste
daquela bela flor que espargia carinhos,
tenho em meu peito dor que só me traz desgaste.


Chorando o fim da rosa, eu procuro caminhos
que anulem este amargo e penoso contraste,
pois triste é encontrar apenas os espinhos!


Todos os direitos reservados à autora



                                   POSTADO POR MARLENE DE GOES

7 comentários:

Ma Ferreira disse...

Ah..rosa amarela se foi..
Mas ficou a lembrança do seu viço..
De alguma forma ela ficou..
Outras rosas virão..das cores que vc pintar!
Um bj..

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Linda postagem! Maravilhoso poema! Bjs

manuel marques disse...

Lindo.

Beijo e bom fim de semana.

Malu disse...

Amo rosas amarelas por serem as flores preferidas da mamãe!! Beijinho, minha querida e grata pelo carinho.

Sônia Silvino disse...

Um encanto, amiga!
Beijocas!!!!

Maria disse...

Lindissimo poema minha amiga, excelente escolha.
Bom domingo e uma semana maravilhosa.
Beijinhos
Maria

Marcia disse...

Que encanto este seu post amiga!!bjos!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...