Seguidores

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

CANÇÃO DO MEU ABANDONO



Canção do meu abandono
Não, depois de te amar não posso amar ninguém!
Que importa se as ruas estão cheias de mulheres
esbanjando beleza e promessa
ao alcance da mão?
Se tu já não me queres
é funda e sem remédio a minha solidão.
Era tão fácil ser feliz quando tu estavas comigo!
Quantas vezes, sem motivo nenhum, ouvi o teu sorriso
rindo feliz, como um guiso
em tua boca?
E todo momento
mesmo sem te beijar eu estava te beijando:
com as mãos, com os olhos, com os pensamentos,
numa ansiedade louca!
Nossos olhos, meu Deus! nossos olhos, os meus
nos teus,
os teus
nos meus,
se misturavam confundindo as cores
ansiosos como olhos
que se diziam adeus...
Não era adeus, no entanto, o que estava em teus olhos
e nos meus,
era êxtase, ventura, infinito langor,
era uma estranha, uma esquisita, uma ansiosa mistura
de ternura com ternura
no mesmo olhar de amor!
Ainda ontem, cada instante era uma nova espera...
Deslumbramento, alegria exuberante
e sem limite...
E de repente,
de repente eu me sinto triste como um velho muro
cheio de hera
embora a luz do sol num delírio palpite!
Não, depois de te amar não posso amar ninguém!
Podia até morrer, se já não há belezas ignoradas
quando inteira te despi,
nem de alegrias incalculadas
depois que te senti...
Depois de te amar assim, como um deus, como um louco,
nada me bastará, e se tudo é tão pouco...
... eu devia morrer...
(Poesia de JG de Araujo Jorge – extraído
do livro Concerto a 4 mãos- 1959 )
Q

POSTADO POR MARLENE DE GOES

8 comentários:

sandrinha disse...

Lindooo!este Poema Amiga Marlene!será que depois de um grande amor assim não podemos mesmo amar mais?nunca mais?eu acredito que podemos amar sim..muitas veses..mais de formas diferente...sendo unico cada amor que passa pela nossa vida!não se deve morrer por um amor e sim viver por um amor!

Quando o amor nos tras já estes pensamentos...e esta silidão é melhor rever este amor!

Eita!não sou de comentar poemas..mais este comentei!rsrs!

Vim te deixar um abraço...ando com muito pouco tempo para visitar as amigas..mais sempre que puder estarei retribuindo o seu carinho vui?fica com Deus!

sandrinha disse...

silidão?eheh!solidão....

✿ chica disse...

Que lindo poema escolheste,Marlene! um beijo,tudo de bom,chica

Esplendor da Criação disse...

Linda a poesia de JG de Araújo, quanto amor!! Bjs.

Nayara Borato disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Flores no Jardim. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

http://narroterapia.blogspot.com/

Ricardo Calmon disse...

MININA MARLENE , JÁ QUERIDÉRRIMA:

Bom receber energias cristalinas, como as suas, cada cristal estrela guerreira,uma história contém,não é verdade???
Bemvindíssima,SEMPRE
Regina e Ricardo

somos todos UNO

Viver É Pura Magia

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite minha querida amiga!
Sempre que venho aqui é para sorvir poemas cheio de encantamento...
Bjssssssssssss

Tunin disse...

Este poema do JG é muito bom. Escolhestes muito bem! Obrigado pela visita. Gosto de escrever simples para que todas as pessoas entendam.Já estou te seguindo. Abração.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...