Seguidores

segunda-feira, 5 de março de 2012

ESPERANÇA POEMA DE MARIO QUINTANA

Mário Quintana

Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E
— ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança...
E em torno dela indagará o povo:
— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...

Texto extraído do livro "
Nova Antologia Poética", Editora Globo - São Paulo, 1998, pág. 118.  POEMA DE MARIO QUINTANA

Tudo sobre o autor e sua obra em "
Biografias".

postado por marlene de goes

6 comentários:

✿ chica disse...

Quintana nos encanta sempre!!! beijos,linda semana,chica

manuel marques disse...

Lindo,obrigado por dividir.

Beijo.

Everson Russo disse...

Essa louca chamada Esperança que nos dá forças pra viver e sonhar a vida...beijos de bom dia.

Maria José Rezende disse...

Olá amiga Marlene. Lindas postagens. No poema de Quintana, está claro que colheremos o que plantarmos. Esperança??? É o combustível da vida. Beijos.

Lorena Viana, disse...

Encantador esse poemas... sábias palavras.
Beijinhos carregado de carinho.
Uma semana cheia de paz, saúde e amor.
Lorena Viana
(Pequena Aprendiz)

Severa Cabral(escritora) disse...

Desejo para o Dia Internacional da Mulher,um dia especial... deixo aqui meu carinho e mil flores para enfeitar tua caminhada desejando, minha doce amiga, muitas felicidades e que a tua alma seja uma eterna primavera.
Bjsssssssssssssssssss

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...