Seguidores

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

CHEGA DE SAUDADE




Vai, minha tristeza, e diz a ela
Que sem ela não pode ser
Diz-lhe, numa prece, que ela regresse
Porque eu não posso mais sofrer

Chega de saudade, a realidade é que sem ela
Não há paz, não há beleza
É só tristeza e a melancolia
Que não sai de mim, não sai de mim, não sai

Mas, se ela voltar, se ela voltar
Que coisa linda, que coisa louca
Pois há menos peixinhos a nadar no mar
Do que os beijinhos que eu darei na sua boca

Dentro dos meus braços
Os abraços hão de ser milhões de abraços
Apertado assim, colado assim, calado assim
Abraços e beijinhos e carinhos sem ter fim

Que é pra acabar com esse negócio de viver longe de mim
Não quero mais esse negócio de você viver assim
Vamos deixar desse negócio de você viver sem mim
Vinícius de MoraesPOSTADO POR MARLENE DE GOES



4 comentários:

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Vinicius´será sempre uma grande referência na literatura e não é por acaso, basta ver o poema que escolheu e que é maravilhoso! Bjs

Ana Dias disse...

Bom dia querida amiga!!
Obrigada pelo seu eterno carinho.
Seu blog está belíssimo, esse poema postado é maravilhoso...Lindo, lindo..
Deixo aqui um abraço fraterno e um grande beijo em seu coração.
Tenha um dia muito feliz.
Bjos de luz!

Eliete disse...

Marlene, minha querida amiga.Você tem um gosto maravilhoso.Esta música é linda e faz nossa alma dançar.bjs

ValeriaC disse...

Mais que música, uma poesia maravilhosa de Vinicius...linda...
Beijinhos e feliz dia minha querida...
Valéria

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...