Seguidores

terça-feira, 9 de agosto de 2011

O AMOR DE FERNANDO PESSOA







amor quando se revela
Não se sabe revelar
Sabe bem olhar pra ela
Mas não lhe sabe falar.
Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer
Mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar
Mas quem sente muito cala
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala
Fica só inteiramente.
Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar
Já não terei que contar-lhe
Porque lhe estou a falar.
Fernando Pessoa
site-arte da vida .net

postado por marlene de goes




8 comentários:

✿ chica disse...

O amor sempre é lindo e Pessoa o mostra muito bem...


um beijo,lindo dia,chica

Pena disse...

Brilhante e Estimada Poetiza Amiga:
Um delicioso poema de Fernando Pessoa fruto da sua escolha sublime e perfeita.
Bem-Haja, pela amizade.
Adorei.
Escolhe constantemente fabulosos escritores e poetas com um talento gigantesco.
Abraço amigo ao seu poder divinal e mágico de fascinar.
Com respeito, estima e imensa consideração pelo seu extraordinário valor visível. SEMPRE!

pena

manuel marques disse...

Ainda me encontro de férias,passo para deixar um beijo.

Arnoldo Pimentel disse...

Eu gosto muito de Fernando Pessoa, muito mesmo.Parabéns por tão bela postagem.Beijos

Machado de Carlos disse...

Um grande Momento de Fernando Pessoa. Mas o amor está aí, sempre à flor da pele! Inda bem que o amor, mesmo calado existe!

Grande Abraço!

Zélia Cunha disse...

Oi, amiga. Lindo poema esse de Fernando Pessoa. O amor , sempre ele...princípio, meio e fim de todas as coisas.
Tenha uma boa noite, muita luz.
Zelia cunha

Evanir disse...

Boa Noite Amiga.
Lindo poema do Fernando Pessoa.
Estou passando para deixar um carinho
amo estar aqui no seu blog sempre que posso.
Bjs no coração,Evanir.

Eliete disse...

marlene, eu adoro esta poesia de Fernando Pessoa. bjs

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...